Daniela Carneiro assume Ministério do Turismo pregando união, inclusão e reconstrução do setor

“Fortalecer o Turismo significa gerar mais renda, mais empregos e combater a fome”. Foi o que ressaltou a nova ministra do Turismo, Daniela Carneiro (União Brasil), durante a cerimônia de apresentação realizada nesta segunda-feira (02), em Brasília.

A nova gestora da pasta destacou o potencial econômico do turismo brasileiro, o novo momento do setor iniciado neste ano e pregou a união com os dirigentes e entidades, com o trade turístico e a sociedade.

“É muito emblemático que esse momento que estamos iniciando hoje aconteça no mês em que o Ministério do Turismo completa 20 anos de existência, tendo sido criado ainda durante o primeiro mandato do presidente Lula, um líder que traz no seu DNA a confiança na importância do Turismo como indutor econômico, um segmento que envolve mais de 50 atividades econômicas, e que antes da pandemia, representava 8% do nosso PIB, um percentual impossível de ignorar e que pode e deve ser ainda maior, alcançando a estatura de todo o nosso potencial”, disse Daniela.

A ministra afirmou ainda que buscará resolver, com urgência, o alto valor das passagens aéreas, junto aos ministérios da Fazenda, Transportes, Planejamento, entre outros. O preço do ticket aéreo tem dificultado o incentivo ao turismo dentro do país. Outro item pontuado por Daniela foi a recomposição orçamentária, já que o Ministério do Turismo tem um orçamento anual para 2023 previsto em R$ 19 milhões, uma redução de 74% em comparação com o ano anterior.

Em seu discurso, a nova ministra relatou também a necessidade da promoção de um turismo mais inclusivo para que todas as pessoas, independentemente de suas habilidades ou deficiências, possam ter acesso às atividades turísticas e com atenção especial às nossas crianças e adolescentes.

“É necessário promover um turismo associado à defesa dos direitos da criança e do adolescente, com o objetivo de dizimar a exploração sexual e o trabalho infantil. Vamos mostrar ao mundo toda a nossa alegria, pluralidade, diversidade étnica e cultural”, falou.

A liderança feminina e a inovação à frente do Ministério do Turismo também foram destacadas pelo vice-presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur), Bruno Giovani. “Isso muito representa, de fato, o que a gente fala de inovação e diversidade nessa área. É um momento único que tanto a ministra Daniela e o presidente Marcelo vão ter, de poder ter uma sinergia entre os órgãos e as Pastas. Isso faz muita diferença na aplicação das políticas públicas. Estamos à inteira disposição para criar o momento ideal que o Brasil precisa”, pontuou.

PERFIL – Nascida na cidade de Italva, no Rio de Janeiro, Daniela Mote de Souza Carneiro tem 46 anos e é formada em Pedagogia pela Associação Brasileira de Ensino Faculdades Integradas de Nilópolis. Além disso, possui pós-graduação em Psicomotricidade na Universidade Cândido Mendes. Já atuou como Secretária de Assistência Social e Cidadania de Belford Roxo (RJ), entre 2017 e 2018. Em 2018 foi eleita para seu primeiro mandato como deputada federal pelo estado do Rio de Janeiro, com uma votação expressiva. Em 2022 foi a candidata mais votada do estado – 213,7 mil votos – reelegendo-se para seu segundo mandato na legislatura que será iniciada em 2023.