O União Brasil

O União Brasil

PRAZER, SOMOS O UNIÃO BRASIL, O MAIOR PARTIDO DO BRASIL.

O Brasil é reconhecido e celebrado por sua pluralidade. Nascemos da fusão entre Democratas e Partido Social Liberal (PSL), e nos estruturamos em ideais e propostas convergentes para fazer política de verdade, política que tenha a capacidade de mudar a vida das pessoas. Com movimentos harmônicos, chegamos para contribuir com o progresso intelectual, social e moral do nosso país.

Nossos representantes sonham e trabalham de maneira incessante para construir um país melhor. Um país onde seja possível sair das amarras pragmáticas e fisiológicas de fazer política para dialogar, com respeito às diferenças, e traçar os planejamentos necessários para o desenvolvimento de todas as regiões do Brasil.

Quem somos

Temos em nossa essência a prática da política que chega até a casa dos cidadãos. A política que nos guia por alternativas viáveis, gestões eficientes e o compromisso de criar soluções reais para a vida dos brasileiros.

Carregamos a responsabilidade e a obrigação de proteger a dignidade individual da nossa população, atuando de maneira desenvolvimentista, liberal e independente. Somos uma alternativa aos extremos, e os pontos comuns e inabaláveis dessa nova liderança que desponta são respaldados, sobretudo, pela defesa e pelo respeito às instituições do nosso país, tendo a democracia como valor fundamental e inegociável.

O União Brasil nasce como uma ferramenta inigualável para a reconstrução de um país mais justo e melhor. Entendemos que é imprescindível lutar pelo respeito às instituições, pela nossa democracia e pelos interesses de todos os brasileiros. Sabemos que, trabalhando com eficiência, um Estado mínimo é capaz de entregar serviços públicos de qualidade e mais dignidade à população.

No dia 8 de fevereiro de 2022 a fusão do Democratas e do PSL foi homologada pelo Tribunal Superior Eleitoral. Neste dia histórico, o União Brasil se consolidou em um partido forte e coeso, que não será de um, mas de todos que tenham honestidade de propósito.

Em meio às diferenças, uma coisa nos une: o Amor pelo Brasil.

NOSSOS PRINCÍPIOS E VALORES

O Brasil é reconhecido e celebrado por sua pluralidade.
São muitas e diferentes as nossas origens, as nossas culturas,
as nossas tradições e costumes, os nossos valores, as nossas
ideologias. Diversa é a nossa geografia, rica e variada é a nossa
natureza. Somos um país continental, que abriga em seu vasto
território todo tipo de gente, de pensamento, de profissão de fé,
de posição política.
Em meio a essas diferenças, uma coisa nos une e nos constitui
como coletividade: o Amor por esse país. É ele que nunca deixa
de pulsar em nossos corações, que nos faz reagir ao pessimismo,
que nos dá alento para seguirmos em frente, acreditando e lutando
por um futuro melhor.
Esse Amor pelo Brasil está assentado na nossa história comum,
nas lutas compartilhadas cotidianamente e na certeza de que,
mesmo com todas as suas mazelas e dificuldades, esse país tem
um enorme potencial para a grandeza; e, por que não dizer, uma
vocação para a Alegria e a Felicidade.

O Brasil democrático, livre, justo, pulsante e pujante que todos nós,
brasileiros, desejamos é evidentemente uma obra em aberto. Mas não
é uma utopia. É um sonho possível, viável, que está ao alcance das
nossas mãos.
Muitas são as nossas páginas de dores, tristezas e derrotas. Outras
tantas são as de conquistas, de vitórias e de realizações como nação.
Quantas vezes, na nossa história, nos deparamos com desafios aparentemente
insuperáveis e os vencemos?
Olhemos apenas para o passado recente. Superamos um Estado
ditatorial e reconquistamos o direito ao voto, a liberdade de
expressão e um regime jurídico assentado no princípio das garantias
individuais. Vencemos a inflação galopante que extorquia os mais
pobres e inviabilizava um crescimento econômico sustentável.
Ainda não vencemos, mas conquistamos avanços muito expressivos
no combate ao analfabetismo, à fome, às doenças endêmicas.
Vivemos um momento de desencanto e desalento com as instituições
democráticas que tem sua razão de ser. Porém, não podemos
deixar que as dificuldades conjunturais comprometam nossa confiança
na Democracia nem que nos impeçam de reconhecer o muito
que avançamos nos últimos trinta anos.
A Democracia nos permitiu vencer a inflação e colocar a economia
brasileira nos trilhos da modernização e do crescimento econômico
mais equitativo. Nos permitiu avançar na universalização do acesso
à educação, nos deu as ferramentas para a implantação do maior
sistema de saúde pública do mundo.

Se tirarmos o foco das angústias presentes e direcionarmos o nosso olhar para
o longo prazo, será inevitável a constatação de que, como nação, avançamos
em muitos pontos e questões importantes, inclusive politicamente. Contamos
com instituições sólidas, nos dando provas de que têm maturidade e força
para resistir às intempéries e a iniciativas antidemocráticas.
Estamos avançando na nossa obra de construção nacional. E lançar luzes
sobre esses avanços e conquistas é fundamental para renovarmos a nossa
confiança no futuro. Nós vamos chegar lá. Vamos dar certo como nação.
Vamos conquistar, na raça e na luta, o Brasil que desejamos e queremos
legar para nossos filhos e netos.
Porém, o sucesso do Brasil e de cada um de nós dependerá do tamanho
do nosso compromisso com o país e da nossa capacidade de deixarmos
as diferenças de lado para trabalharmos por nosso objetivo comum:
um Brasil democrático, livre, próspero e justo.
O União Brasil traz em seu nome a motivação, o embasamento e a finalidade
que respondem pela sua criação. Nascido da fusão de dois partidos fortes e
em ascensão – DEM e PSL –, o União Brasil é um somatório de forças que tem
como propósito SERVIR de base, de instrumento, de caminho para a pacificação,
o entendimento, o diálogo construtivo, a conjunção de esforços que
são imprescindíveis para a prosperidade e a paz que os brasileiros desejam e
merecem ter.

Comissão Executiva Nacional

Presidente Nacional

Antônio de Rueda

Secretário-geral-adjunto

José Agripino

Tesoureiro-adjunto

Fabio Schiochet

2º vice-presidente

Pedro Lucas Fernandes

Secretário-geral

Davi Alcolumbre

3º vice-presidente

Elmar Nascimento

1° Vice-Presidente

ACM Neto

Tesoureira – Geral

Maria Emília Gonçalves de Rueda